Componente do chá verde pode ajudar a bloquear o HIV, indica estudo


O chá verde pode esconder o segredo para o desenvolvimento de um gel vaginal anti-HIV eficaz, segundo estudo alemão publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences. De acordo com os autores, a molécula EGCG, presente no chá, pode combater a formação de proteína beta-amiloide, que recentemente foi associada à infecção pelo vírus da aids.

Estudos recentes indicam que o sêmen contém um fator chamado SEVI (algo como “Potencializador de Infecção Viral Derivado de Sêmen”), tipo de proteína beta-amiloide que acompanha o HIV até a entrada da célula que irá infectar. E outras pesquisas mostram que compostos do chá verde podem ajudar na prevenção de doenças neurológicas associadas à formação de beta-amiloide, como Alzheimer e Parkinson.

Em novos testes em laboratório, cientistas alemães descobriram que as moléculas EGCG do chá verde degradam as fibrilas do SEVI, inibindo o efeito do sêmen de potencializador de infecção. A partir disso, eles esperam que a adição do composto a um gel vaginal possa torná-lo mais eficaz contra a infecção pelo HIV na relação sexual, sem causar irritação local.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Arduíno no ensino de física - João Cláudio Nunes Cavalho - Ifce

DICAS PARA ENEM - João Cláudio Nunes Carvalho

DICAS PARA ENEM - Parte 3